Projeto NESTO

terça-feira, julho 12, 2005

Uma nova área da lingüística

A Ecolingüística nasceu na década de 1980 e ainda é tratada com suspeita pelos estudiosos

por Luciana Seabra
Estagiária da Assessoria de Comunicação UNB

Em uma viagem a Guiné Bissau (África), um dos fundadores do Núcleo de Pesquisa de Linguagem e Ideologia (Neli) da Universidade de Brasília (UnB), Hildo Honório, ouviu do porteiro do hotel que não valia a pena estudar de perto a língua crioula, resultante do contato entre dois povos: “Crioulo é Português errado”. Terminar com esse etnocentrismo é um dos objetivos da Ecolingüística, uma das mais novas áreas de estudo da Lingüística, apresentada por Honório, um dos poucos estudiosos no Brasil, na tarde de 3 de maio, no Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares (Ceam), Multiuso I, da UnB.
No caso do monolingüismo, Honório coloca-se a favor do esperanto como segunda língua, o que, para ele, expandiria a comunicação entre os países. Critica, entretanto, a criação de uma língua única para o mundo, ou a expansão de uma, como o inglês. Isso porque tal situação sustenta uma noção de inferioridade das outras línguas e, até mesmo, a extinção delas.  (leia mais... )


 
Primary Pulmonary Hypertension
Primary Pulmonary Hypertension